All for Joomla All for Webmasters

Apetite seletivo em cães, como lidar com este desafio

Nada mais desafiador que o apetite seletivo em cães. E lidar com este comportamento, exige grande esforço por parte do tutor.

Quando falamos em comportamento, fica claro que a conduta que vai caracterizar a personalidade do nosso cão, se estabelece na infância. Sim, o modo como vamos educando eles, ou fazendo algumas concessões, fica e se transforma em hábitos. Por vezes, extremamente difíceis de retirar.

Educar não é tarefa fácil não é mesmo? Não raro, deixamos os cães ditarem as regras, porque nosso envolvimento emocional supera a razão. Queremos vê-los felizes e satisfeitos nos seus desejos ainda que lá na frente tenhamos que colher hábitos indesejados.

Com o manejo alimentar não é diferente. Sem medo de errar, creio que a oferta de alimentos aos nossos cães é uma prática que leva a muitos “desvios” do que seria mais adequado para a saúde e longevidade deles.

E porque? Porque fazemos escolhas baseadas na nossa emoção. Se o cão rejeita um alimento, é natural que tentemos substituir por outro que ele coma melhor. Até ai, tudo certo. Eles realmente não merecem a ditadura do mesmo alimento todo dia, e podem não gostar de algo.

Porem, alguns cães acabam desenvolvendo um apetite extremamente seletivo, ao ponto de passarem a recusar alimentos desenvolvidos para eles e só comerem os nossos alimentos.

Começa aqui um grande desafio. Ao serem apresentados aos nossos alimentos, passam a rejeitar aqueles que são preparados especialmente para eles. E dá para entender não é mesmo?

Nossos alimentos possuem varias camadas de sabor. São preparados com muitos ingredientes que não são utilizados na alimentação de cães. Curiosos por natureza e com um olfato apuradíssimo, eles “ligam” o radar diante da profusão de aromas vindos da nossa cozinha e vão pedir mesmo.Fazem aquele carinha de gatinho do Shrek…. a você, cabe a dura tarefa de resistir!

Muitos alimentos da nossa dieta são tóxicos ou inadequados para eles. Além do preparo, que envolve frituras, condimentos e temperos inapropriados para cães.
Este manejo inadequado tem um custo alto. Doenças como obesidade, diabetes, distúrbios gastrointestinais, alergias, dentre outras, podem ter sua origem no desregramento no fornecimento do alimento.

Nunca é demais reforçar que durante a infância vamos lapidando a personalidade do nosso cão. E como responsáveis pelo bem estar deles, seria o ideal que as nossas escolhas fossem baseadas no “tempero” entre a emoção e a razão.

Sem dúvida,é um grande desafio. Mas necessário quando se trata dos nossos filhos não humanos.Vida longa e saudável é o que mais desejamos para eles.

Eles merecem sempre o melhor!

Que seu afeto faça a melhor escolha

Gratidão pela leitura

Suraia Aissami
Medica Veterinária Nutrologa

COMPARTILHAR:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *